Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arquelogia

Base Legionária Romana de 1.800 anos é encontrada em local do Armagedom bíblico

Durante escavação em Megido, arqueólogos encontraram campo que abrigou mais de 5.000 soldados da Legio VI Ferrata, reunidos por Júlio Césas

Fabio Previdelli
por Fabio Previdelli
[email protected]

Publicado em 17/02/2024, às 14h10 - Atualizado em 23/02/2024, às 15h08

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Base Legionária Romana  encontrada em Israel - Emil Aladjem/Israel Antiquities Authority
Base Legionária Romana encontrada em Israel - Emil Aladjem/Israel Antiquities Authority

Uma base legionária romana foi descoberta em Megido, em Israel. A colina onde foi feito o achado era, nos tempos antigos, uma importante cidade-estado, sendo até mesmo descrita na Bíblia como sendo o local que serviu de palco para o Armagedom — a batalha final de Deus entre o bem e o mal.

+ A inscrição de 1.500 anos com dedicatória a Jesus descoberta em Israel

O campo de 1.800 anos, que abrigou um número acima de 5.000 soldados da Legio VI Ferrata (ou Sexta legião Encouraçada), foi escavado recentemente pela Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA) e financiada pela Netivei Israel National Infrastructure Company. 

As escavações revelaram "extensos e impressionantes vestígios arquitetônicos da Via Pretória (a estrada principal do campo), bem como um pódio semicircular e áreas pavimentadas em pedra que faziam parte de um grande e monumental edifício público", conforme aponta o comunicado de imprensa divulgado.

Base Legionária Romana encontrada em Israel - Emil Aladjem/Israel Antiquities Authority

É a única base militar romana destas dimensões que foi localizada e exposta na terra de Israel", explica a nota. 

No entanto, os edifícios não foram preservados, tendo as pedras sido reaproveitadas por outros construtores durante os períodos bizantino e islâmico. Os arqueólogos também encontraram moedas, partes de armas, cacos de cerâmica, fragmentos de vidro e muitas telhas — algumas com a marca da legião.

A Legio VI Ferrata foi reunida pelo ditador romano Júlio César em 52 a.C. e entrou em ação pela primeira vez contra o famoso líder dos gauleses, Vercingetorix.

A escavação 

A impressionante descoberta não foi feita por acaso, segundo enfatizou o arqueólogo Yotam Tepper, conforme repercutido pelo Daily Mail. Afinal, ao longo da última década, foram realizadas seis temporadas de pesquisas e escavações por lá, frutos do Projeto de Pesquisa do Vale de Jezreel e do Instituto Albright de Arqueologia em Jerusalém.

Telhas encontradas na base - Emil Aladjem/Israel Antiquities Authority

Em uma dessas, aliás, nas proximidades do local, foi revelado parte do pátio dos comandantes. Acredita-se que as atuais descobertas constituam a parte nordeste do acampamento. Radares de penetração no solo sugerem que o resto do acampamento fica sob os campos de trigo do Kibutz Megido, um assentamento moderno.